Arquivo da tag: Nike

Este Air Jordan 1 versão Pop Art é o tênis que você sempre quis

O tênis mais icônico da Nike ganhou uma repaginada artística e o resultado é brilhante

air_jordan_3

Especialistas em personalização de tênis, o pessoal do The Shoe Surgeon voltou suas atenções para o clássico e icônico Air Jordan 1. E a união entre o calçado e a Pop Art teve um resultado melhor do que o esperado.

O estudio imprimiu uma parte da obra sobre Jordan do artista pop Gillean Clark em couro vegetal curtido. As partes novas em couro impressas a laser foram transplantadas para um par do modelo, com a marca da oficina de calçados customizados na língua.

O Air Jordan 1 versão Pop Art ainda não teve preço divulgado, mas dificilmente o modelo repaginado sai por menos de US$ 1000 (cerca de R$ 3170).

Fonte: GQ Brasil

Este Nike Air Max Zero é o rei dos tênis brancos

Modelo criado nos anos 90 ganha versão incrível toda branca

Desenhado em 1985 e finalmente lançado em 2015, o modelo Air Max Zero da Nike – que serviu de base para o clássico Air Max 1 – finalmente ganhou uma versão toda branca.

Mantendo o seu design moderno intacto, a empresa resolveu dar a cor mais pura de todas à base de malha, às sobreposições sintéticas sem costura e ao solado que formam um dos modelos mais bonitos já fabricados.

Quem quiser o Air Max Zero terá que desembolsar pelo menos US$ 139 (ou quase R$ 400), que é o preço de tabela do tênis nas lojas dos Estados Unidos.

Fonte: GQ Brasil

O tênis de Michael Jordan em “Space Jam” pode ser seu (mas é caro)

Em homenagem aos 20 anos do icônico filme, Nike lança modelo idêntico ao usado por Jordan

São tantas referências a Space Jam que entraram na cultura pop do final dos anos 1990, que fica até difícil escolher a mais marcante. I Believe I Can Fly, de R. Kelly, Michael Jordan e Looney Tunes explodiram nas TVs de todo o mundo.

É por isso que, 20 anos após o lançamento do filme, antigos e novos fãs estão ansiosos para ter um item quase de coleção: o tênis usado por Michael Jordan no grande jogo contra os monstros alienígenas.

O Air Jordan 11 Space Jam é idêntico ao modelo usado pelo maior jogador da história da NBA no filme. Com detalhes em azul e branco, o tênis traz ainda o símbolo da marca Air Jordan e o número 45, usado pelo jogador em sua segunda passagem pelo Chicago Bulls.

O modelo chegará às lojas no próximo dia 10, mas os preços assustaram um pouco os fãs. O tamanho adulto custará US$ 200 (teoricamente, R$ 630).

Fonte: GQ Brasil

Marcas de sportswear renovam coleções com ajuda da tecnologia

Adidas e Nike são algumas das marcas que assinam o atestado de força total da tecnologia no esporte e mostram que as peças vão muito além de simples roupas

Tecnologia é o destaque na nova Tech Pack da Nike, com campanha estrelada pelo Neymar (Foto: Divulgação)
Tecnologia é o destaque na nova Tech Pack da Nike, com campanha estrelada pelo Neymar (Foto: Divulgação)

A aliança entre a tecnologia e o esporte não é coisa de hoje; mas nos últimos tempos, os avanços têm ganhado cada vez mais espaço nas marcas de sportswear. Prova disto são os dois lançamentos mais recentes da Adidas e da Nike, gigantes que renovaram seus portfolios de produtos com criações que prometem resultados nunca antes alcançados – ou você realmente ainda acha que as jaquetas de performance são simples peças de roupa?

A grande novidade na Adidas é o novo segmento Athletics, que quer (acredite) reduzir as distrações e maximizar o foco de atletas nas preparações para as práticas esportivas. A proposta da marca? Simplesmente diminuir as intervenções visuais nas roupas e priorizar tecnologias para o máximo do conforto. O primeiro lançamento é o agasalho Adidas Z.N.E. (Zero Energia Negativa), feito com duas camadas de tecido e costuras estrategicamente posicionadas para facilitar os movimentos.

O novo Adidas Z.N.E. (Foto: Divulgação)
O novo Adidas Z.N.E. (Foto: Divulgação)

Já a Nike renova seus conjuntos clássicos de moletom com a ajuda de duas tecnologias de desempenho: Nike Tech Fleece e Nike Tech Knit, aplicadas pela primeira vez ao mesmo tempo nas mesmas peças. Na série de agasalhos, cuja campanha é estrelada pelo Neymar, as peças vêm com uma camada leve de espuma push que mantém o corpo aquecido; além disso, elas também têm detalhes de texturas knit que mudam de cor de acordo com o movimento do corpo dos atletas.

A jaqueta Z.N.E. da Adidas será lançado em 7 de setembro por R$ 499,99, enquanto o conjunto de moletom da linha Tech Pack da Nike chegam às lojas no dia 1º de setembro por R$ 699,90 a jaqueta e R$ 549,90 a calça.

Fonte: GQ Brasil

Nike lança primeiro tênis dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Diferente dos brasileiros, a marca já está pronta para superar a Olimpíada do Rio de Janeiro

Nike LunarGlide 8 SP ‘Tokyo 2020’ (Foto: Divulgação)
Nike LunarGlide 8 SP ‘Tokyo 2020’ (Foto: Divulgação)

Não está sendo fácil lidar com o fim dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Os memes, as medalhas, os recordes: tudo virou passado a partir desta segunda-feira (22).

A Nike, porém, já superou esta saudade e virou sua mira para a próxima Olimpíada, que será sediada em Tóquio, no ano de 2020, e lançou o primeiro tênis oficial da competição: o The LunarGlide 8 SP ‘Tokyo 2020’.

Nike LunarGlide 8 SP ‘Tokyo 2020’ (Foto: Divulgação)
Nike LunarGlide 8 SP ‘Tokyo 2020’ (Foto: Divulgação)

Uma das peculiaridades do calçado é a grafia Naiki e a presença do nome da próxima cidade sede do maior evento esportivo do mundo nas solas. Ele já pode ser encontrado fora do Brasil por US$ 130 (cerca de R$ 420).

Fonte: GQ Brasil

Nike Air Max Flyknit chega à Artwalk

Artwalk (www.artwalk.com.br), maior rede de lojas sneaker culture do Brasil, sempre ligada no que há de mais premium no mercado de sneakers, acaba de receber em suas lojas e e-commerce o novo Nike Air Max 1Ultra Flyknit. O modelo une a inconfundível silhueta do Air Max com as melhores tecnologias da Nike na atualidade. Como o nome sugere, todo o cabedal do calçado é construído em Flyknit, uma malha com pouquíssimas costuras, mais durável, flexível, respirável e com uma leveza sem igual.

image004

Outra característica marcante desse calçado é a inclusão do Dynamic Flywire, cabos estrategicamente posicionados na parte superior do cabedal, proporcionando o máximo de estrutura na passada. Macio e confortável, o modelo absorve os impactor com solo, com liberdade para uma movimentação natural dos pés.

Disponível nos modelos feminino e masculino, o Nike Air Max 1 Ultra Flyknit pode ser encontrado nas lojas Artwalk e e-commerce por R$699,99.

Serviço:

Artwalk: (11) 3664-3820; www.artwalk.com.br.

Sobre a Artwalk

Fundada em 2006, a Artwalk pertence ao Grupo Afeet, que à época, percebeu a falta de um player forte em seu nicho no país, detectando a oportunidade de implementar uma rede de sneaker stores no Brasil. A Artwalk é focada em calçados de moda, casuais e sneakers e disponibiliza ainda um mix complementar de ‘Ts’, caps, meias descoladas e mochilas.

Oferece aos seus clientes, que buscam estilo e atitude na hora de comprar um tênis, um mix de produtos atualizado com as tendências internacionais e, como diferencial, a melhor experiência de compra em um ambiente diferenciado, com vendedores especializados na ‘cultura sneaker’. Entre as marcas comercializadas pela rede estão Nike, adidas, Vans, Converse, New Balance, Keds, New Era, Jansport e Stance. Atualmente, a Artwalk, além de loja virtual, possui 35 lojas distribuídas nos principais shoppings de cinco estados brasileiros: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Pernambuco. www.artwalk.com.br.

Fonte: X Com

Diretor artístico da Louis Vuitton assina coleção em parceria com a Nike

Colaboração do estilista reedita clássicos do sportswear com referências a tênis famosos da marca

Jaqueta da coleção da Nike Lab assinada por Kim Jones (Foto: Divulgação)
Jaqueta da coleção da Nike Lab assinada por Kim Jones (Foto: Divulgação)

A Nike Lab, segmento da Nike conhecido pelas colaborações que viram desejo instantâneo, se prepara para uma nova temporada de parceriais que chegam ao mercado nos próximos meses. O pontapé inicial fica por conta de Kim Jones, diretor artístico da Louis Vuitton que criou uma coleção completa de roupas e calçados casuais inspirados no universo dos atletas.

A linha do designer dá continuidade à boa maré de lançamentos da Nike com outro grande nome da moda: o italiano Riccardo Tisci, estilista à frente da Givenchy que também lançou uma coleção de roupas e tênis com a marca há pouco tempo. No caso de Jones, o ponto alto da linha é a escolha de tecidos práticos que não amassam (refletindo as viagens constantes do estilista), aliados com reedições de clássicos da marca, como a jaqueta corta vento e o tênis Nike Air Zoom LWP original de 1995.

Os sneakers, por sinal, representam uma das maiores paixões do estilista, que tem uma coleção composta por inspressionantes 600 pares. Eles também são uma das principais referências da colaboração: “Todos os tons vêm de Air Max antigos. Usamos a paleta do Air Max 95 e outra do modelo original. Em seguida, acrescentamos uma nova paleta, mais voltada para o futuro. A ideia era usar o DNA da Nike, o visual que define a marca, e misturar tudo isso”, comenta Jones.

As reedições do Nike Air Zoom LWP de 1995 (Foto: Divulgação)
As reedições do Nike Air Zoom LWP de 1995 (Foto: Divulgação)

A coleção NikeLab x Kim Jones: Packable SportStyle chega às lojas físicas e ao e-commerce da Nike em dois momentos: julho e setembro, com a primeira venda marcada para o dia 21 deste mês. Os preços vão de R$ 499,90 (camisetas) a R$ 1.199,90 (jaqueta bomber).

Fonte: GQ Brasil

Federer lança sua primeira linha de roupas

Desenvolvida em parceria com a Nike, coleção é baseada no estilo do tenista

federer_nike

Melhor tenista do mundo 17 vezes, o suíço Roger Federer acaba de lançar sua primeira coleção de roupas casuais. Criada em parceria com a Nike, a linha une a tecnologia da marca com o universo do tênis e o gosto pessoal do jogador. Entre as peças, há jaquetas, camisa polo, camisetas, calça e tênis. Batizada de NikeCourt x Roger Federer: Elegância Destemida, a linha ja está à venda nas lojas físicas do mundo todo e no e-commerce da marca desde o dia 25/08.

Segundo Federer, sua principal preocupação foi com o caimento das peças, já que mesmo durante as partidas ele costuma aparecer com roupas bem ajustadas. Muitas referências para a coleção vêm da vida pessoal do tenista. A estampa dos cinco pontos, que aparece em camisetas, bolsas e tênis, por exemplo, lembram um episódio da infância de Federer, como ele conta na entrevista abaixo.

Os cinco pontos são um tema recorrente no design da sua coleção. O que representam?

Quando eu era mais jovem, costumava treinar com meu pai. Naquele tempo, eu era muito temperamental. Ele ficava decepcionado e dizia que não gostava de jogar comigo daquele jeito. Um dia ele perdeu a paciência de verdade, colocou uma moeda de cinco francos suíços num banco e disse: ‘vejo você em casa, para mim chega’. Acontece que a minha casa não era ali pertinho e levei 45 minutos para chegar. A história dos cinco francos se transformou numa peça importante do quebra-cabeça da minha carreira, pois me mostrou a importância do espírito esportivo, e a estampa vem daí.

O que seu estilo revela sobre você?

Tenho um gosto muito específico para caimentos de roupas que diz muito sobre mim. O tênis teve um período de roupas bem largas, e eu gostava disso. Era um reflexo da influência do basquete, que representa bastante o período que cresci. Com o tempo, comecei a buscar peças com um caimento mais exato. Para a coleção. pensei que seria possível trazer um estilo bacana para o mundo do tênis, e, em seguida, traduzi-lo para a moda casual, de rua.

Quando você começou a se interessar por moda?

Quando eu era mais jovem tinha de ir a cerimônias de premiação e era preciso estar elegante no tapete vermelho. Aí me dei conta de que eu tinha apenas um terno, que nem era tão confortável assim. Comecei a usar ternos com mais frequência. No começo, eu não gostava. Mas depois fui aprendendo a me divertir com isso. Acho que isso acontece na moda, de modo geral. Não importa o que você faça: é preciso estar confortável. Para mim, esse raciocínio vale dentro e fora da quadra.

Qual foi sua participação na criação do logotipo?

Sempre participei da criação dos logotipos RF, mesmo antes deste projeto. Achei que seria legal ter um detalhe pessoal. No tênis, não carregamos o próprio nome estampado nas costas, como ocorre no futebol, ou um número na camisa, como no hóquei. Por isso pensei que seria bacana ter uma marca, como minhas iniciais, para que os fãs pudessem usar e sentir algum tipo de conexão comigo.

Fonte: emais.estadao.com.br

Nike quer ser seu personal trainer com nova versão de app

Procurando um personal trainer para seus exercícios? A Nike quer ser essa pessoa—ou melhor, esse app. Hoje a empresa está lançando a nova versão do seu aplicativo de exercícios físicos, o Nike+ Training Club.

Nike_training_club_703

“A minha parte favorita no novo aplicativo é a possibilidade de personalização. Eu acho que isso também será o ponto alto do Nike+ Training Club para os usuários”, contou a EXAME.com Jay Lee, diretor de produtos sênior do Nike+.

Assim como Lee definiu em nossa conversa, o objetivo do app é ser um personal trainer de bolso. Ele será capaz de auxiliar o usuário a atingir seus objetivos de exercícios físicos. Mas isso não será feito de forma genérica. Ao fornecer informações sobre sua condição física, o usuário ganha um treino personalizado.

Mas o trabalho de moldar o app para o usuário não acaba por aí. Ao final de cada um dos exercícios, o atleta precisa dar um feedback dizendo se cansou demais, se a atividade foi muito puxado ou se estava dentro de suas capacidades. A cada avaliação como essa, o serviço da Nike fica mais e mais apurado.

“No começo, todos os usuários do aplicativo terão uma experiência parecida. À medida que os treinos são feitos e que o feedback é dado, isso muda e toma mais o perfil do usuário”, disse Lee.

No total são 100 treinos disponibilizados no aplicativo e divididos em três grandes categorias: força, resistência e mobilidade. As opções mostram exercícios para quem tem acessórios e pesos à disposição ou para quem não tem nada para usar.

Criados por parceiros da Nike, os treinos trazem vídeos que mostram as posições corretas. Trabalhar com parceiros profissionais foi uma das grandes preocupações da empresa.

“Tudo que fazemos começa com confiança. Para nós, é absolutamente importante termos os melhores experts trabalho nisso. É isso que eles fazem todos os dias e são parte da comunidade da Nike”, afirmou Lee. “Sem essa relação de confiança, nada funcionaria.”

Um empurrãozinho. Ou dois

“Pessoalmente, preciso de um empurrãozinho e nada me incentiva mais do que ver meus amigos fazendo exercícios”, explicou Lee. Por conta disso, o Nike+ Training Club traz uma área de feed. Ali, é possível compartilhar imagens de seus treinos e ver o que seus amigos andam fazendo. A ideia é despertar o lado competitivo de cada um.

Outro recurso promete incentivar é a conexão com o Spotify, para que as músicas certas toquem na hora do treino. A própria Nike criou algumas listas especiais no serviço de streaming para dar uma animadinha em quem precisar.

Criado em 2009, o Nike+ Training Club foi desenvolvido com foco no público feminino. A empresa, no entanto, deixou isso para trás. Lee explica que hoje, o aplicativo é voltado para todos os públicos.

Entender diferentes atletas, inclusive, foi o grande objetivo desta nova versão. “O que ouvimos de nossos atletas é que era preciso um treino personalizado. Cada um tem um nível e um objetivo. Posso dizer que hoje ninguém tem um programa personalizado e de graça como o que temos nessa nova versão”, disse Lee.

A nova versão do Nike+ Training Club está sendo lançado oficialmente hoje. Ele é grátis, em português e está disponível para Android e iOS.

Fonte: Exame.com