Arquivo da tag: Alexandre Herchcovitch

Olympikus lança primeira coleção assinada por Alexandre Herchcovitch como head de estilo

Intitulada Crew, peças são inspiradas nos grupos de corrida urbana

357383_868032_olympikus_tshirt_r_99_9_legging_r_199_9_bermuda_r_249_9_tAanis_r_299_9

Livre. Para ser, para usar, para se mover.

Nas ruas, lá fora, a todo momento, no esporte e fora dele.

Sem regras, com um foco, em movimento.

Este foi o conceito criativo para o desenvolvimento da primeira coleção de Alexandre Herchcovitch como head de estilo da Olympikus. O estilista, que assumiu a marca em maio de 2018, teve como inspiração os grupos de corredores de rua e a sua relação com a cidade. Pensando no lifestyle urbano, as peças trazem códigos visuais da cidade em suas estampas e texturas.

A coleção formada por tops, leggings, bermudas e camisetas foram pensadas para serem usadas em qualquer lugar e por qualquer pessoa – praticante de esporte ou não. A cartela de cor é marcada pelo roxo e tons esverdeados e azulados. Para a Crew, o Pride, o principal tênis de running da marca, que alia conforto e desempenho, ganhou uma versão monocromática em cores especiais como berinjela e amarelo limão.

357383_868045_olympikus_3494_tshirt_r_119_90__bermuda_r_189_90_e_tAanis_r_299_90

“A coleção Olympikus Crew é bastante urbana, e ela foi inspirada nos movimentos que a gente faz e vê nas ruas, principalmente nas grandes cidades e mais precisamente em São Paulo, que é o lugar onde eu nasci. Aqui a gente encontra de tudo, todo tipo de pessoas, de povos e culturas, por isso acho que ela resume o que são as grandes cidades hoje. Por exemplo, dentro da coleção há uma estampa, que é o camuflado – São Paulo é chamada de cidade cinza, mas não acho que é a cor que predomina, inclusive é bastante colorida. Os tons do pôr do sol e dos vários cinzas que a compõem estão contemplados nessa estampa.” comenta Alexandre.

As novidades vão além das peças: a Olympikus e Herchcovitch trazem ainda um guia com dicas de São Paulo feito com curadoria de Erika Palomino, Facundo Guerra, Felipe Morozini, Vinni Tex, Marina Santa Helena, Rodrigo Guima e Laura Vicente – paulistanos ou não, pessoas que vivem a cidade no dia a dia, muito além dos pontos turísticos clássicos. O guia está disponível para download no site olympikuscrew.com.br .

Entre as sugestões, também estão as dicas de Alexandre, como o Sesc Paulista, o restaurante Vegano SP e a confeitaria Di Cunto.

“O guia é uma celebração de São Paulo e dessa coleção. Muitas pessoas vêm a São Paulo e procuram os mesmos lugares turísticos para ir, por isso a ideia é mostrar pequenos segredos que a cidade tem e só quem mora aqui pode saber”, complementa o estilista.

As peças já estão disponíveis no e-commerce da Olympikus, com preços que vão de R$ 99 a R$ 299,90, e nas araras da Velocità, loja especializada em itens para corrida localizada no bairro de Moema, São Paulo.

OLYMPIKUS

www.olympikus.com.br

@olympikus

Fonte: Multi Fato

Alexandre Herchcovitch: “O futuro da moda é o equilíbrio entre fast e slow fashion”

Estilista brasileiro, cuja coleção da À La Garçonne desfilada no SPFW deste ano já está à venda, também cita exclusividade na produção de peças como item primordial para o futuro da moda

Alexandre Herchcovitch para À La Garçonne (Foto: Reprodução/Instagram)
Alexandre Herchcovitch para À La Garçonne (Foto: Reprodução/Instagram)

A coleção masculina de Alexandre Herchcovitch para a À La Garçonne, de Fabio Souza, já está à venda. Misturando, segundo as palavras do próprio estilista, elementos náuticos, militares e românticos, as peças atualizam o vintage – e são assunto unânime entre 10 de 10 modistas.

Um dos maiores nomes da moda nacional falou à GQ sobre a exclusividade da coleção: “Uma parte das peças são vintage reformuladas através de pintura manual e troca de algumas partes da roupa, o que as torna únicas. Todas as peças são pintadas à mão, e após a compra acrescentamos o monograma do cliente”.

Perguntado sobre os rumos da moda e a importância da exclusividade, Alexandre acrescentou outros importantes fatores: “O futuro da moda é o equilíbrio entre fast fashion, slow fashion e alguma exclusividade na produção”, completou.

Fonte: GQ Brasil