Balenciaga estreia na moda masculina apelando aos códigos do fundador

Em um século de existência, Balenciaga jamais apresentou moda masculina nas passarelas, mas quebrou a tradição nesta quarta-feira (22) com um desfile que apelou para os códigos da Alta-Costura e as assombrosas modelagens do fundador basco.

twitter.com/balenciaga
Foto: twitter.com/balenciaga

O desfile foi o mais esperado da Semana de Moda Masculina e foi apresentado nos salões de um exclusivo colégio de jesuítas no oeste de Paris. A coleção do georgiano Demna Gvasalia –que estreou na marca após a saída de Alexander Wang– é do início ao fim uma homenagem ao estilo de Cristóbal Balenciaga (1895-1972).

Quase um século após a fundação da marca pelo estilista nascido em Guetaria, filho de pescador e costureira, o homem Balenciaga imaginado por Gvasalia abre caminho com looks superdimensionados ou o extremo oposto, muito justos e enxutos.

A modelagem é clássica, com calças pregueadas e muito amplas. As cores acompanham o estilo com estampas xadrez Príncipe de Gales. Nos pés surgem botas quase até os joelhos e saltos altos. A jaqueta “bomber” de aviador teve a modelagem e a forma mudadas nos ombros e mangas, e se transformou em uma inconfundível peça Balenciaga.

“Cristóbal Balenciaga era um mestre do corte e nossos arquivos conservam os primeiros esboços de roupas para homens que o estilista desenhou, não só para seus clientes, mas também para ele mesmo”, diz a marca. “Os cortes de Demna Gvasalia são o equivalente masculino de nossas linhas de Alta-Costura”.

Para essa coleção Verão 2017 aparecem jaquetas muito curtas e camisas de manga curta alternam com camisetas de malha justas no corpo. Para a noite a inspiração é litúrgica, com looks de seda fornecida pelo mesmo fabricante que abastece o Vaticano. O homem Balenciaga usa ao redor do pescoço uma estola de seda com estampa adamascada em dourado ou púrpura que lembra os cardeais.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *